Entendendo a saída do comando ifconfig

Vamos analisar a saída do comando ifconfig abaixo:


# ifconfig
eth0      Link encap 10Mbps Ethernet  HWaddr 00:00:C0:90:B3:42
          inet addr 172.16.1.2 Bcast 172.16.1.255 Mask 255.255.255.0
          UP BROADCAST RUNNING  MTU 1500  Metric 0
          RX packets 3136 errors 217 dropped 7 overrun 26
          TX packets 1752 errors 25 dropped 0 overrun 0

ppp0      Link encap:Point-to-Point Protocol
          inet addr:187.15.72.157  P-t-P:200.200.200.200  Mask:255.255.255.255
          UP POINTOPOINT RUNNING MULTICAST  MTU:1400  Metric:1
          RX packets:1504239 errors:0 dropped:0 overruns:0 frame:0
          TX packets:1155539 errors:0 dropped:0 overruns:0 carrier:0
          collisions:0 txqueuelen:3
          RX bytes:1905349557 (1.7 GiB)  TX bytes:81721536 (77.9 MiB)

imq0      Link encap:UNSPEC  HWaddr 00-00-00-00-00-00-00-00-00-00-00-00-00-00-00-00
          UP RUNNING NOARP  MTU:1500  Metric:1
          RX packets:2647959 errors:0 dropped:0 overruns:0 frame:0
          TX packets:2647730 errors:0 dropped:0 overruns:0 carrier:0
          collisions:0 txqueuelen:30
          RX bytes:1987468198 (1.8 GiB)  TX bytes:1987198741 (1.8 GiB)
Descrição dos campos:
Link encap: Tipo de conexão do link (ethernet, ponto-a-ponto, etc)
HWAddr: Endereço de hardware (MAC Address) da interface. Nem todas as interfaces possuem. Nesse caso, pode aparecer como 00-00-00- ... ou simplesmente não aparecer.
UP BROADCAST RUNNING  MTU 1500  Metric 0: Indica as características da interface de rede:
  • UP/RUNNING: indica que a inteface está ativa.
  • BROADCAST/MULTICAST: indica que a interface suporta esta modalidade de tráfego (broadcast / unicast)
  • MTU: Quantidade máxima de bytes que a interface pode transmitir/receber a cada operação.
  • Metric: Não é utilizado.
  • NOARP: Indica que a interface não suporta operações com endereços de hardware (MAC)
inet addr: endereço IPv4 da interface (não é orbigatório).
inet6 addr: endereço IPv6 da interface (não é orbigatório).
P-t-P: Indica o endereço da "outra ponta" da conexão (apenas para conexões ponto-a-ponto).
Bcast: Endereço de Broadcast da interface (apenas se houver um endereço IPv4 configurado).
Mask: Máscara de rede  da interface (apenas se houver um endereço IPv4 configurado).
RX e TX: Contabiliza os pacotes recebidos (RX) e enviados (TX), bem como os descartados por motivos diversos na transmissão e recepção.
errors: pacotes que não puderam ser transmitidos/recebidos devido a erros (nos próprios pacotes).
dropped: normalmente indica erros de configuração/comunicação. Ex: um equpamento está operando em half-duplex, enquanto o outro está em full-duplex.
overruns: a interface possui duas filas (ou buffers), uma de transmisão e outra de recepção, com um determinado tamanho. Quando essa fila "enche", os pacotes excedentes são descartados como overruns. Em suma: a interface de rede está tentando receber/transmitir mais pacotes/segundo do que o sistema como um todo (interfaces de rede, processador, etc) suporta.
frame: quadros (frames) mal formados.
carrier: erro no link físico. Má fiação, cabos de rede e energia juntos, etc.
collisions: Colisões de rede. Comuns em ambientes com HUBS. Não deveriam ocorrer em ambientes com switches. Se for o caso, cheque a configuração dos equipamentos no tocante ao modo DUPLEX (HALF/FULL) utilizado.
txqueuelen: tamanho da fila (buffer) de transmissão. Normalmente não é necessário alterar o valor padrão.
RX bytes / TX bytes: quantidade de bytes recebidos / transmitidos. (medido em Mebibytes/Gibibytes - http://en.wikipedia.org/wiki/Mebibyte)

3 comentários:

Anônimo disse...

Ótimo post! obrigado!

Evander disse...

Ótimo post! Obrigado!

Armlook disse...

:)